Young Minho Enterprise

Categorias
Sem categoria

E-mail Marketing e a comunicação direta com as Leads

E-mail Marketing e a Comunicação Direta com as Leads

Caracterizado como uma das maiores estratégias de Marketing Digital, o E-Mail Marketing trata-se de um processo de engajamento a baixo custo. Dentro das várias utilidades que detém, esta estratégia é capaz de separar o seu público, por conteúdos, de forma a estabelecer um melhor relacionamento com os mesmos. Se alguma vez se questionou sobre a existência de um processo eficaz e acessível, o E-mail Marketing é o método certo para si.

O que é o E-mail Marketing?

O E-mail Marketing corresponde às várias práticas de comunicação direta, isto é, de conexão entre o negócio e o cliente. Conhece alguém que conviva diariamente com a Internet e não tenha um e-mail? A resposta, provavelmente, é não. Na verdade, este canal de comunicação é usado por cerca de 53% da população mundial.

Acompanhado pela globalização e pela evolução tecnológica, o número de usuários de e-mail, a nível mundial, apresentou um crescimento de 110 milhões de novos utilizadores, entre 2020 e 2021. Além disso, as estatísticas prevêem que, em 2025, os números mundiais rondará os 4,59 mil milhões de contas.

Portanto, devido à afluência que os e-mails possuem, o uso deste meio de comunicação torna-se uma peça fundamental para impulsionar e gerar sucesso no seu negócio. Contudo, onde surge o bem e o útil, também é capaz de manifestar o desnecessário e o prejudicial. Os spams, sigla para “Send and Post Advertisement in Mass”- Enviar e Postar Publicidade em Massa, são conteúdos enviados por um remetente, sem o consentimento do destinatário. Destes conteúdos partilhados, derivam mensagens de propaganda de bens e serviços, mas também de Phishing, isto é, por via de uma técnica usada para enganar usuários e roubar-lhes informações pessoais.

Por isso, o pensamento deve refletir-se, principalmente, no destinatário e  no conteúdo de engajamento que lhe é partilhado. Usando esta metodologia, é possível tornar o E-mail Marketing factual e não deixar cair os e-mail importantes nas caixas de spam.

Os tipos de E-mail Marketing

Dentro deste canal de comunicação, as tipologias de E-Mail Marketing são imensas, detendo características diferenciadoras, para ocasiões particulares.

  • Newsletter

A partir desta ferramenta, potencia-se uma relação leve e simples com os clientes. As newsletters servem, especialmente, para informar as novidades e atualizações do seu negócio, ao seu público-alvo. Em último lugar, para negócios com blogs ou websites, este método de comunicação pode ser a maneira de alavancar o seu conteúdo.

  • E-mail Promocional

O E-mail Promocional debruça-se sobre a promoção e impulsão de um produto ou serviço. A melhor forma de alcançar sucesso com o e-mail promocional passa por segmentar os clientes, de forma que determinado conteúdo possa chegar a usuários que realmente se interessem por ele.

  • E-mail Sazonal

Já recebeu um e-mail de congratulações de aniversário ou de comemoração de algum momento? Esta é a principal função do e-mail sazonal, relembrando os seus usuários de dias comemorativos e marcando presença nas suas caixas de correio.

  • E-mail de Boas Vindas

Este tipo de E-mail Marketing serve para marcar a passagem para Lead, do seu usuário. Por outras palavras, este email é usado para dar as boas vindas a um novo utilizador que, por exemplo, tenha criado conta pessoal no website da empresa. Esta tipologia, embora que possa não parecer, tem uma importância enorme para avançar no processo de finalização de compras.

  • E-mail para Clientes e Leads inativos

A sua empresa recorre ao E-mail Marketing para fazer o seu negócio crescer, mas percebeu que possui vários utilizadores inativos? O passo essencial inclui a criação de um e-mail que convença o usuário, recorrendo, por exemplo, à oferta de algo. Se este e-mail for convincente, poderá ser o bastante para voltar a ter alguns daqueles clientes, no ativo, de novo.

  • E-mail para E Commerce

O canal de comunicação, por via desta metodologia, tem uma caracterização relevante para os negócios de e-commerce, tanto para reforçar relações, atualizar os clientes com as novidades e notícias ou até potenciar a realização de compras. Basta apenas saber recorrer a esta funcionalidade de forma correta e estratégica.

Em suma, o E-mail Marketing comporta-se como uma estratégia essencial na criação de uma conexão entre o negócio e os seus clientes. De facto, o estabelecimento de uma ligação direta potencia melhores resultados para a empresa, reforçando a relação que a mesma estabelece com os seus Leads, bem como ajuda na segmentação de conteúdo a ser transmitido. Por esta via, o envio do mesmo poderá ser especificamente próprio para o interesse de cada cliente. 

Categorias
Sem categoria

Para Bom Entendedor, Uma Boa Palavra Basta!

Para Bom Entendedor, Uma Boa Palavra Basta!

Qual é a coisa, qual é ela, que todos os dias é usada, sem limite e sem trela? A resposta não podia ser mais óbvia: a palavra, é claro.

Todos a usamos, todos os dias. Para comunicar o que queremos, o que somos, o que fazemos. Afinal de contas, é uma das coisas que nos distingue dos animais. É o facto de conseguirmos expressar – por palavras e não só – aquilo que sentimos, ouvimos, vemos e, em última instância, aquilo que somos.

“Ok, ok. Isso é tudo muito bonito, YME. Mas eu sou Marketer, porque é que isso me importa?” Bem, caro leitor-que-espero-que-saiba-a-resposta-a-esta-pergunta-retórica, os produtos são como se fossem pessoas. E, se não são, deveriam ser (não contem a ninguém, mas é meio caminho andado para um produto ser bem sucedido). 

A descrição de um produto e a forma como o relacionamos com o público é das partes mais cruciais de uma comunicação bem feita. E como é que fazemos isso? Com as palavras! 

Por isso, vamos inverter os papéis: a partir de hoje, o silêncio vai ser de prata e a palavra de ouro. 

Com isto não quero dizer “mandar o barro à parede e esperar que cole”. Nada disso. Falamos de usar as palavras necessárias para uma comunicação ousada, diferenciada, útil e, acima de tudo, direta. De nada nos adianta escrever com tamanha eloquência e pompa, se o nosso público não entender patavina do que estamos a falar. 

Por isso é que existem cartazes “all type” que nos deixam de queixo caído. Porque não precisam de mais nada. Às vezes, uma frase vale mais do que mil imagens. (Não contavam com esta, aposto).

“Mas então e aqueles cartazes fabulosos que também falam por si?” Calma. Não estamos aqui a ignorar o papel dos designers, aliás, somos a favor de abordagens multidisciplinares. 

Só queremos que o copywriting não seja o parente pobre do design, arte que muitas vezes é negligenciada – choque-se, mesmo dentro dos profissionais de marketing – que acham que todos conseguem arranjar um bom CTA e desenrascar a coisa. 

O copywriting é um mix de ciência e arte. Leva tempo, experiência e aprendizagem. (Lembre-se disto da próxima vez que estiver na dúvida e tiver um “primo que faz mais barato”).

 

Por isso, se levar consigo algum ensinamento deste artigo, é o de que o silêncio vale prata, mas uma boa frase no sítio certo vale ouro. Literalmente.