Pirâmide de Conteúdo

“Quais são as necessidades do meu público?” Esta é uma pergunta que se repete em vários dos nossos artigos e, arriscamo-nos a afirmar que, todas as nossas dicas e sugestões se prendem numa outra questão subjacente “Como podemos dar resposta a essas necessidades?”.

Quando falamos de redes sociais, mais do que olharmos para elas como um mecanismo para atingir um fim, seja ele vender um produto ou esgotar as vagas de um evento, temos de relembrar o seu principal propósito, promover a socialização, tal como o seu nome sugere.

Desta forma, a comunicação nestas plataformas deve estar vinculada aos objetivos de quem consome o seu conteúdo. Consequentemente, os seus objetivos devem ser moldados às necessidades do seu público e só depois adaptados às suas próprias necessidades.

O próximo passo para selecionar a natureza dos conteúdos a publicar beneficia da utilização da Pirâmide de Conteúdo. A pirâmide que apresentamos aqui é uma adaptação da pirâmide de marketing de conteúdo criada por Edson Caldas Jr., que pode consultar aqui.

Vamos agora analisar cada um dos diferentes patamares da pirâmide.

Informar e Entreter

Neste patamar encontramos o menor nível de esforço para a produção de conteúdo aliada à maior frequência de divulgação. Com uma entrega, idealmente, diária, deve produzir conteúdo que, para além de não lhe roubar muito tempo, também não consuma muito tempo e atenção de quem o recebe.

Não caia no erro de criar conteúdo desinteressante, mais do que manter as suas redes sociais atualizadas, é importante criar conteúdo que o diferencie das outras marcas existentes. A frequência de publicação não é desculpa!

Ensinar

Subindo para o próximo patamar, chegamos à altura de partilhar aquilo que sabemos. No entanto, o conteúdo que partilhamos exige uma maior atenção por parte do público, desta forma, a abordagem mais vantajosa passa por apostar em conteúdo do seu interesse, a ser divulgado duas vezes por semana.

Uma boa forma de identificar quais as carências e desejos do seu público é perceber quais são as suas perguntas mais frequentes, é neste contexto que sites como o Google Trends  e o Answer The Public se revelam excelentes aliados. Invista em artigos em blog ou infografias.

Envolver

No terceiro estrato é sugerida uma entrega semanal de conteúdo que pretende envolver o público com a sua empresa. Falamos, por exemplo, de sondagens, criação de desafios ou lançamentos de ebooks ou newsletters.

Assim, começa a cativar a sua audiência e pode direcioná-la para que deixe de ser constituída maioritariamente por visitantes e se converta em seguidores da marca. Esta é uma fase essencial para estabelecer relações com o seu cliente e se mostrar atento às suas necessidades e opiniões.

Entusiasmar

Por fim, chegando ao cume da pirâmide, pretende-se cativar o público, o que implica maior disponibilidade por parte deste para consumir conteúdo, mas também, uma maior disponibilidade para a sua execução. Neste sentido, deve-se verificar uma frequência mensal ou trimestral para cumprir este objetivo, onde pode investir na organização de eventos, criação de vídeos longos ou conferências.

É neste patamar que a sua marca passa a, no entender do seu público, a ganhar autoridade no seu core business, deixando-o mais propensas a confiar em si e a se tornarem seus clientes.

A Young Minho Enterprise presta serviços de gestão de redes sociais e criação de websites.

Ainda não está convencido? Visite o nosso portfólio ou algumas páginas que temos em mãos, como a TecniBuild e BabeliUM.