ROI (Return On Investment)

Durante muito tempo, os resultados de uma campanha publicitária eram analisados com base em suposições. Foi o marketing digital que trouxe uma série de métricas que, por sua vez, tornaram possível determinar com precisão a eficiência dos investimentos. O ROI é uma dessas métricas, e há mesmo quem chegue a afirmar que é impossível compreender o sucesso de uma campanha de marketing digital sem saber calcular o ROI. Isto porque ele permite identificar a relação entre o dinheiro que é investido e o dinheiro que resulta de um determinado projeto. E são precisos conhecimentos avançados em matemática para saber calcular e interpretar o ROI? Certamente que não! Mas para ficar a conhecer melhor este conceito, continue a ler este artigo.

1. O que é o ROI?

Sigla para Return On Investment (Retorno Sobre o Investimento, em português), o ROI permite perceber quanto dinheiro uma determinada empresa ganha ou perde com os investimentos que faz em diferentes canais. Assim, é possível identificar que investimentos valem a pena, deixar de lado os que não dão lucro e trabalhar no sentido de otimizar aqueles que funcionam. O ROI pode ser calculado em diversas áreas, tais como marketing de conteúdo, email marketing, redes sociais, blogue, SEO, entre outros. 

2.  Qual a sua importância?

O marketing digital é muito amplo e oferece uma vasta gama de métodos e ferramentas para quem quer posicionar o seu negócio na Internet. Porém, tantas opções podem confundir mesmo aqueles que já têm algum conhecimento sobre o assunto. Lembre-se que as ações de marketing digital, apesar de frutíferas e confiáveis, vão inevitavelmente ter resultados diferentes, dependendo, entre outros, do seu público-alvo, por exemplo. É também por isto que acompanhar o Retorno Sobre o Investimento é muito importante. Não espere que o ROI responda a todas as suas dúvidas e problemas, mas pode esperar que ele o direcione no sentido de apostar naquilo que mais lucro traz ao seu negócio.

3. Como calculá-lo?

Poderá calcular o ROI determinando a diferença entre o lucro do projeto (ou receita) e o investimento (ou custo) e, depois, dividir esse valor pelo valor do investimento. Multiplica-se por 100 para obter o resultado em percentagem.

Imagine que está a fazer uma campanha de marketing e quer calcular o ROI em dois canais de comunicação distintos: anúncios no Facebook, nos quais investiu 300€ e teve 1200€ de lucro, e um anúncio na rádio, no qual gastou 100€ e teve 500€ de lucro. Fazendo as contas:

  • O ROI dos anúncios do Facebook é de 300%;
  • O ROI do anúncio da rádio é de 400%.

Repare que o ROI do anúncio da rádio é superior ao ROI dos anúncios do Facebook, apesar do lucro e do investimento serem mais pequenos no anúncio de rádio.

4. Quais as suas limitações?

Apesar dos cálculos acima parecerem a solução para todas as dúvidas relacionadas com os investimentos da sua empresa e das suas campanhas de marketing, esta métrica possui algumas limitações. Por exemplo:

  • O ROI não tem em conta a duração do investimento

Se uma determinada campanha tem um ROI de 5% por dia, o investimento é excelente. Se for de 5% ao fim de um ano, é hora de pensar em desenvolver outras campanhas diferentes!

  • O ROI não tem em conta a sazonalidade

Ao utilizar o ROI para medir um investimento de médio-longo prazo, poderá obter um resultado positivo e achar que está tudo bem. Contudo, esse número poderá ter sido influenciado por alguma data especial (Natal, Dia dos Namorados, Páscoa, entre outros) e, por isso, mascarar resultados negativos de outros períodos do ano.

5. Vantagens de saber interpretá-lo

Estas limitações poderão ser facilmente contornadas se adotar esta ferramenta da melhor forma. Ter o Return On Investment como peça central do planeamento do seu negócio poderá permitir:

  • Corte de gastos desnecessários

Por mostrar quais são os investimentos que valem a pena manter, o ROI vai automaticamente evidenciar também as táticas que  deve abandonar. Desse modo, os gastos desnecessários, isto é,  todo investimento que não produz lucro, serão eliminados aos poucos.

  • Aumento de lucros

Ao usar o dinheiro disponível da melhor forma possível – pondo de parte os métodos ineficazes e investindo nos que funcionam – o resultado só pode ser um: aumento do lucro. Passa a haver mais tempo e recursos para usar em campanhas bem sucedidas, a fim de otimizá-las ao longo do tempo.

  • Resultados duradouros

Acompanhar o ROI é um processo contínuo e nunca pode ser deixado de lado. Como o objetivo final é lucrar de maneira consistente, não importa quanto tempo passe, uma vez estabelecido o hábito de fazer esse cálculo, pode esperar resultados duradouros! O único requisito é manter o ciclo de acompanhamento e ações rápidas para corrigir possíveis problemas.

  • Fortalecimento da cultura organizacional

Saber interpretar bem o ROI e trabalhar com base nele poderá ajudar todos aqueles que consigo trabalham a ter um olhar analítico sobre o trabalho, a focar nos resultados, a ser imparciais ao tomar decisões e a entender melhor o que funciona para a empresa. Estes são valores que, sem dúvida, valem a pena ter como parte da cultura organizacional.

Posto isto, está claro que o ROI tem um profundo impacto na saúde da sua empresa, tanto nos resultados imediatos de marketing e vendas, quanto na capacidade de se manter relevante no mercado. Por isso, use essas informações como ponto de partida para tomar boas decisões e fazer mais dinheiro!

A Young Minho Enterprise presta serviços de criação de websites.

Ainda não está convencido? Visite o nosso portfólio ou algumas páginas que temos em mãos, como a TecniBuild e BabeliUM.