O Facebook morreu?

Não podemos negar o poder das redes sociais. E se há uns anos as empresas e marcas queriam estar presentes no dia-a-dia do consumidor através da televisão e outros media de massas, agora fazem-no sem nos apercebermos, através do mundo digital. Pode parecer que o Facebook se tornou uma rede social de tios e tias, de mães e avós. Contudo, o primogénito de Zuckerberg  pode ainda ser um importante apoio para a sua marca. 

As potencialidades do Facebook

De todas as redes sociais, o Facebook é a que mais ferramentas e oportunidades oferece, relativamente ao marketing digital. O nosso amiguinho ajuda-nos a concentrar todos os dados através das suas ferramentas de análise de estatísticas, do Gestor de Anúncios e Negócios, onde podemos explorar hipóteses de investimento em publicidade. Permite-nos conhecer e criar públicos que definimos de acordo com o que for analisado e recolhido.  

Anuncie com base nas estatísticas

Em Portugal, o investimento em publicidade ainda é muito baixo quando comparado com o de outros países. A dica é investir, mas faça-o com pesquisa e consciência dos seus objetivos. Anunciar através do Facebook é fácil e não tão caro como pode parecer. Procure conhecer o seu público e estude as estatísticas apresentadas pela rede social para perceber como deve proceder. Esta rede social permite-lhe ter acesso aos dados de todas as suas publicações, desde o alcance, aos likes e interações. O Facebook também consegue rastrear todos os interesses automaticamente e guardá-los em bases de dados, comprovando-se o potencial de segmentação desta rede. Não se esqueça que estes dados não pertencem apenas ao Facebook, mas ao Instagram, WhatsApp e Messenger, redes detidas pela empresa. 

O potencial dos grupos       

A criação de grupos de venda privados é uma tendência que tem sobrevivido e parece ter um grande potencial. Normalmente, juntam-se a esses grupos consumidores realmente interessados nos produtos que à partida sentir-se-ão mais atraídos a efetuar uma compra. 

Aposte em conteúdo apelativo

Aposte em vídeos! Conteúdo que apresente a informação rapidamente e de forma dinâmica agradam os utilizadores. Ninguém consegue assistir a mais de 3 minutos de conteúdo por isso aposte em apresentações rápidas e sucintas. Não se esqueça de desafiar o consumidor e de criar histórias e suspense à volta do seu produto. Call-to-action (“chamadas para ação”, em português) são sempre bem-vindos, pois ajudam o utilizador a compreender o que pretende. E utilize emojis, há boatos de que geram até 30 por cento mais conversões. 

Tenha as suas fotografias nos tamanhos ideais e com qualidade PNG, uma vez que o Facebook destrói o formato JPG. Preencha as informações sobre o seu negócio no separador “Sobre” disponibilizado pelo Facebook, desta forma os visitantes vão ter acesso à informação rapidamente (o que lhes agrada e muito). 

O Facebook pode estar a entrar na trend I think I am dead, but I am alive”, mas por aqui acreditamos que continua a ser uma excelente ferramenta para ajudar o seu negócio.

Inês Freitas

Antigo membro do departamento de Comunicação e Marketing