Fazer compras de pijama nunca soube tão bem

 

Quer aumentar o número de vendas do seu negócio e não sabe como? O comércio online é uma ótima aposta para aumentar o seu volume de vendas.

As compras têm aumentado nos últimos anos e a pandemia Covid-19 veio impulsionar ainda mais esta tendência, tanto em Portugal, como no resto do mundo. Segundo um estudo da Adobe, verifica-se um crescimento do comércio eletrónico na ordem dos 77%, em comparação com 2019. Da mesma forma, de acordo com a transportadora portuguesa Delnext, esta tendência tem-se vindo a verificar nos consumidores portugueses, mas surpreendentemente, depois dos jovens é a população mais velha que mais compra online. A população com mais de 55 anos representa, agora, cerca de 25% dos utilizadores dos seus serviços de entregas, sendo que antes da pandemia representava apenas 16%. 

 
Mas, afinal, o que é o E-commerce

O e-commerce, ou comércio eletrónico, é uma metodologia de negócios que consiste na transação de bens e serviços através da internet ou de qualquer outro meio eletrónico.

Quais são as vantagens e limitações do e-commerce?

O e-commerce apresenta imensas vantagens para qualquer negócio, tanto para quem compra, como para quem vende. Para o consumidor, as principais vantagens resultam da flexibilidade horária, de um maior acesso a uma grande oferta de produtos semelhantes, por parte de empresas que dificilmente se encontram num único espaço físico, como um centro comercial. O e-commerce torna os negócios mais ágeis, mais próximos dos clientes entrando no seu espaço mais íntimo e mais eficazes do ponto de vista da adequação da oferta à procura.

Naturalmente que ao facilitar a vida de quem compra, melhora o negócio para quem vende, ora através do aumento das vendas, da maior possibilidade de oferta de serviços, da visibilidade global, bem como através de um mercado mais alargado.

Obviamente que há sempre fatores a ter em consideração quando se faz qualquer tipo de mudança, mesmo quando se muda para um cenário que, provavelmente, fará crescer o negócio. As limitações existentes no comércio online estão maioritariamente relacionadas com questões técnicas do que com possíveis dificuldades de comercialização e transação de produtos e serviços. Para quem compra, uma vez que a massificação do uso dos meios digitais tornou-se uma realidade, existe o receio dos seus dados pessoais serem roubados, uma vez que toda a comunicação e transação dos produtos é feita por via digital. Por isso, é fundamental que tenha em consideração o respeito pela privacidade dos seus clientes.

Já para quem vende, certamente que o alargamento do número de clientes, e também da respetiva dispersão geográfica, obriga a novas formas de relacionamento que não impliquem apenas uma proximidade física. Isto é, recomenda-se a adoção de novas formas de comunicação não assentes no contacto pessoal, o que implica maiores custos com a proteção da privacidade dos dados dos clientes. Se em cima foi dito que o mercado se tornava mais alargado com o e-commerce, é também verdade que se torna muito mais competitivo.

A Young Minho Enterprise presta serviços de criação de websites.
 

Ainda não está convencido? Visite o nosso portfólio ou algumas páginas que temos em mãos, como a TecniBuild e Babelium.