Vamos Compreender o Marketing Religioso!

 

Historicamente, o marketing tem vindo a ser utilizado com sucesso em variados contextos de modo a descobrir o que leva as pessoas a serem estimuladas ao consumo, através da satisfação das suas necessidades e desejos.No entanto, o papel das ferramentas de marketing vai além de vender produtos e serviços. É também cativar os clientes. Estas ferramentas têm sido exploradas por organizações, empresas e até líderes políticos para motivar as pessoas a comprar e acreditar.

O Marketing Religioso não é diferente. Este aborda estratégias mercadológicas para a atração e consolidação dos fiéis nas instituições, que se baseiam nas necessidades espirituais do ser humano. No artigo desta semana, vamos explorar esta vertente do marketing, compreender como é que ela funciona e explorar o seu impacto na sociedade.

Definição de Marketing Religioso

É bem claro que, por trás de cada movimento religioso, há uma estratégia de marketing que pretende angariar um número crescente de fiéis. Neste contexto, surge o marketing religioso como sendo o conjunto de ferramentas e estratégias de marketing utilizadas pelas instituições religiosas, com o objetivo de conseguir passar a mensagem à população e aumentar o número de fiéis. Aqui, o consumidor procura identificar-se com o que está a ser oferecido pelos diversos grupos religiosos. Acima de tudo, o marketing religioso vende uma sensação de acolhimento, conforto e integração aos seres humanos, bem como cura e outro tipo de orientação espiritual para os seus problemas pessoais. Em suma, as pessoas procuram sentir-se protegidas pela mensagem e pelo ambiente envolvente da religião.

A conclusão a que se chega é que, nesta vertente do marketing, é fundamental que o emissor e a mensagem sejam claros e precisos para que o recetor a consiga compreender e se sinta cativado. Em suma, é importante elaborar uma análise profunda para saber onde está o ruído que possa impedir uma boa comunicação da mensagem. 

Formas de praticar o Marketing Religioso

As diferentes organizações religiosas possuem várias formas de tentar passar a mensagem para o consumidor. Algumas delas passam por programas ou celebrações religiosas que passam em horário nobre nos diferentes meios de comunicação. Estes tipos de programas tendem a ser extremamente estruturados de maneira a levar a mensagem até ao indivíduo. Outra forma para fazer chegar a mensagem ao consumidor é através de discursos convincentes e emocionais, que procuram causar impacto emocional nas pessoas e criar empatia com a religião. A venda de artigos religiosos também é uma forma de marketing. Podem ser objetos de valor simbólico para a religião específica ou também a venda de CDs de bandas ou cantores religiosos. Em adição, a distribuição de panfletos e venda de revistas religiosas é, claramente, uma forma mais tradicional de praticar o marketing e levar a mensagem à população. Por fim, os rituais, trajes típicos, artefactos religiosos e todo o arsenal que espelha o posicionamento religioso também pode ser visto como marketing.

Em suma, o marketing religioso pode ser encarado como um tipo de marketing onde o objetivo não é simplesmente vender e lucrar monetariamente, mas sim vender uma mensagem e procurar atrair pessoas que se identifiquem com a mesma. Passa também por convencer outros indivíduos de que a mensagem é um bom guia para a sua própria vida. 

A Young Minho Enterprise presta serviços de criação de websites.

Ainda não está convencido? Visite o nosso portfólio ou algumas páginas que temos em mãos, como a TecniBuild e BabeliUM.

Leave a comment

Your email address will not be published.