Bots no Twitter – Relação com Elon Musk

 

Em artigos anteriores, foi possível compreender como os bots funcionam, de um modo geral, e como estes afetam as redes sociais Facebook e LinkedIn. No artigo desta semana, será explorado como os bots agem no Twitter e porque é que o seu mais recente dono, Elon Musk, tem intenção de os banir.

Bots no Twitter – Como funcionam?

Um bot no Twitter é um tipo de software que controla uma conta através do API desta rede social. Para contexto, API é sigla para Application Programming Interface, que se resume por ser um software de interface, que faz a conexão entre computadores e programas de computador. Assim, e como já foi visto em artigos anteriores, os bots conseguem funcionar de forma autónoma. No caso particular do Twitter, estes conseguem tweetar, retweetar, dar likes, seguir, deixar de seguir ou mandar mensagens diretas a outras contas sem necessitar de um operador humano. Esta forma automática de funcionar é governada por uma série de regras que definem o uso que deve, ou não, ser-lhe dado. Por exemplo, um uso positivo destes bots pode ser a transmissão de informação útil ao utilizador. 

Recentemente, o empreendedor Elon Musk comprou esta rede social e demonstrou interesse em pôr fim a estes bots. Parecendo eles tão úteis em tantas circunstâncias, por que motivo quererá o bilionário eliminá-los do Twitter?

Por que motivo quererá Elon Musk eliminar os bots do Twitter?

Como mencionado, os bots são desenhados de modo a imitar seres humanos na rede social e para auxiliar o utilizador. No entanto, alguns deles são usados também de forma maliciosa. 

Em termos de benefícios, estes bots, à semelhança dos bots do Facebook, podem ser usados para fornecer respostas e conteúdo em tempo real. Por exemplo, alguns dão informações sobre meteorologia ou outro tipo de notícias em massa, ou podem até mesmo gerar respostas automáticas por mensagem privada.

No entanto, podem também espalhar informações erróneas como fake news, spam, e até mesmo invadir a privacidade dos utilizadores. Em adição, cibercriminosos usam este tipo de bots para distribuir informação que pode causar danos e roubar informações, recorrendo a, por exemplo, malware (software criado intencionalmente para fins maliciosos) direcionado a grandes grupos de utilizadores do Twitter.

É por este motivo que Elon Musk quer eliminar os bots, uma vez que constituem, na sua ótica, uma ameaça ao Twitter e aos seus utilizadores. Em suma, compreende que a segurança de quem utiliza a rede social fica ameaçada com estes bots que agem maliciosamente. No entanto, o esquecimento dos benefícios dos bots deixa-nos uma questão: como é que, ao bani-los, será prestado um auxílio mais eficaz ao utilizador?

A Young Minho Enterprise presta serviços de criação de websites.

Ainda não está convencido? Visite o nosso portfólio ou algumas páginas que temos em mãos, como a TecniBuild e BabeliUM.