Como devo divulgar a minha marca?

Toda a gente está familiarizada com os anúncios na televisão, na rádio, nos jornais e nas revistas. Mas sabia que se tratava de uma estratégia de outbound marketing? Sabe, aliás, do que se trata? É com este método que os seus desejos de conseguir mais seguidores, mais clientes ou mais visitas em pouco tempo se tornam realidade. Será que é preciso esfregar a lâmpada, para ser possível? Dizemos-lhe já que não. O ideal é continuar com a leitura deste artigo para perceber como esta estratégia funciona.

Antes de mergulhar no tema do outbound, devemos fazer uma menção honrosa à sua estratégia “opositora”, o inbound marketing. Associa-se a esta última a ideia de que é ideal para qualquer solução, apenas porque se trata de uma técnica recente e mais inovadora. Mas será mesmo assim a história? Para que perceba melhor do que estamos aqui a falar, aconselhamos, igualmente, a leitura do artigo “Deixa acontecer naturalmente!”. 

 

O que é o Outbound Marketing?

Trata-se de uma estratégia de divulgação de uma marca, produto ou serviço junto de (potenciais) clientes de forma dispersa. Isto é, com este método, é a própria marca que chama a atenção das pessoas e as aborda, para promover algo a partir daí. Por esse motivo, o conceito é também conhecido como marketing tradicional ou marketing de interrupção. Anúncios na televisão, na rádio e nos jornais e revistas, telemarketing, outdoors, pop-ups e anúncios nas redes sociais são alguns tipos de outbound marketing. O principal objetivo desta estratégia é poder chegar até ao seu público ideal, através de anúncios que são disseminados em vários meios.

Vantagens 

Apesar de muitos, depois de descobrirem o inbound marketing, abandonarem a estratégia mais tradicional, esta continua a ser bastante frutífera se usada da maneira correta. E, para que melhor perceba a diferença entre as duas estratégias, aconselhamos a leitura do artigo “Deixa acontecer naturalmente!”.  Vejamos algumas vantagens.

  • Mensurável

Se fizer uma campanha ou ação online utilizando o outbound marketing, existem várias ferramentas que conseguem analisar o seu desempenho e recolher dados importantes para si e para o seu negócio. Informações como quantos cliques o seu anúncio teve, quantas conversões partiram dele, de onde vieram os novos clientes e qual a melhor abordagem e discurso para com o seu público são alguns exemplos de noções que consegue retirar a partir da sua campanha.

  • ROI mais rápido

Através de anúncios pagos e de uma divulgação maior, é muito mais fácil e rápido chegar até ao seu público e alcançar os seus objetivos. O importante é fazer com que os (potenciais) clientes reparem na sua marca e, de preferência, que cliquem nalguma ligação direta para o seu website ou rede social. Com esta estratégia, consegue obter resultados momentos após colocar o seu anúncio no ar, daí que o Retorno sobre o Investimento (ROI) será muito mais rápido. Mas lembre-se, tal como é rápido começar a ver resultados, assim que investe, também é rápido ver os resultados a estagnar por falta de capital. Para obter mais informação sobre Retorno Sobre o Investimento (ROI), consulte o nosso artigo “É tão certo como dois e dois serem quatro!”.

Desvantagens 

Como nem tudo é um mar de rosas, também o outbound marketing não escapa a ter as suas desvantagens. Tome atenção às seguintes.

Observe a seguinte tabela: 

  • Pode ser intrusivo e irritante

Na sua generalidade, as campanhas de outbound marketing interrompem uma qualquer experiência dos utilizadores. Está a ver um filme e é interrompido porque aquele tempo e espaço de antena foi comprado com o objetivo de divulgar uma determinada marca, está a ver instagram stories e, entre dois amigos seus, é interrompido por um anúncio pago de uma marca. Estas e outras formas são consideradas não só intrusivas, como também, irritantes por muitos e é preciso ser-se cuidadoso quando se aventura por caminhos como esses. 

  • Rejeição

Precisamente pelo seu caráter intrusivo e irritante, foram desenvolvidos plug-ins e outros mecanismos que filtram os anúncios nos dispositivos e bloqueiam-nos, impedindo que a mensagem chegue aos (potenciais) clientes. Este problema acontece mais vezes do que o que se queria, daí ser importante ser-se assertivo na segmentação. Deste modo, a probabilidade de se atingir um público-alvo é maior e, por conseguinte, maior será a probabilidade de clicarem na ligação para o seu website ou contas de redes sociais.

  • Custos elevados

Todas as formas de promoção de uma marca ou produto requerem investimento. Equipas especializadas na divulgação, anúncios pagos em qualquer meio e telemarketing não são propriamente acessíveis a todos os bolsos. Daí ser muito importante perceber o que poderá resultar melhor com o seu negócio e fazer uma gestão sensata do capital disponível para publicidade. 

Depois de expostos prós e contras desta estratégia, já se pode considerar apto para escolher qual das estratégias servirá melhor os seus interesses, mas deixe-nos esclarecer mais alguns aspetos. 

Método tradicional vs. Novo método

Já é claro que o termo “tradicional” diz respeito ao outbound marketing e o “novo” ao inbound, mas sabe identificar verdadeiramente as diferenças entre os dois? Recorrendo a uma metáfora, pode-se dizer que utilizar o inbound marketing é ir à pesca com uma vara – só se obtém os peixes (potenciais clientes) que se deseja – e utilizar o outbound marketing é ir à pesca com uma rede.

Observe a seguinte tabela: 

Inbound + Outbound Marketing?

Mas, em vez de opor as duas estratégias, o melhor é mesmo utilizar as duas a seu favor, já que ambas resultam bem, em momentos diferentes. Como uma mão lava a outra, pode utilizar o inbound marketing para otimizar uma ação ou campanha de outbound e vice-versa, ou seja, recorrer ao outbound marketing para promover uma campanha ou ação de inbound. Veja um exemplo para cada:

  • A empresa 123 vai realizar um evento e fez algumas publicações (inbound marketing) nas suas redes sociais com um link que conduz as pessoas a um formulário de inscrição, no entanto, são poucos os que veem a publicação. Para solucionar esse problema, a empresa criou anúncios pagos e recorreu à estratégia SEA (outbound marketing) para ajudar as publicações a chegarem a mais pessoas. Se quiser aprofundar os seus conhecimentos sobre a estratégia SEA, leia o nosso artigo “Eu SEM ti, quem era eu SEM ti? ”. 
  • A empresa abc recorre ao telemarketing (outbound marketing) para captar mais clientes. No entanto, tendo já a noção de que os telefonemas podem aborrecer algumas pessoas, a empresa primeiro envia e-mails com newsletters aos (potenciais) clientes (inbound marketing) onde explora os seus serviços e explica que necessidades consegue suprimir. Deste modo, quando o cliente recebe o telefonema já está mais disposto a explorar a possibilidade de ver o seu problema suprimido pela empresa abc. 

Uma vez os conceitos explicados, distinguidos e percebido como trabalhar com os dois métodos em conjunto, cabe-lhe agora a si ver qual ou quais das estratégias melhor se aplica ao seu negócio. Para quando quer ver os resultados? Qual é o seu orçamento? O que estão os seus concorrentes a fazer? Estas são algumas perguntas que podem ajudá-lo no processo de decisão.

A Young Minho Enterprise presta serviços de criação de websites.

Ainda não está convencido? Visite o nosso portfólio ou algumas páginas que temos em mãos, como a TecniBuild e BabeliUM.